05 setembro, 2011

A diferença entre a Paixão e o Amor

,



Muito se tem falado e escrito acerca da Paixão, e principalmente as diferenças entre a paixão e o amor.  O tema está presente na maioria das canções seculares, em novelas e filmes.

Segundo as Escrituras, a paixão é prejudicial, pois bloqueia a razão.

Todos os dias ouvimos casos de pessoas e lares, que são destruídospor conta deste sentimento.

Como saber se sou vítima deste sentimento? E como fazer para libertar-me dele? Estou eu, amando ou apaixonado (a)?
Procuraremos responder de maneira simples e objetiva a este e outros questionamentos.


Uma coisa é sentir amor por alguém, e outra coisa é estar apaixonado.

A paixão é um sentimento arrebatador, que tira a pessoa do controle, e a leva a cometer loucuras excessos. Em sã consciência, aquelas atitudes jamais seriam tomadas.

A pessoa apaixonada tornar-se egoísta, quer o objeto de sua paixãoà qualquer preço. Normalmente, o medo e o ciúme possessivo são seus irmãos.
Por conta destes sentimentos, ela vive apreensiva e tornar-seobsessiva por aquela pessoa ou objeto. E não poucas são às vezes que a paixão  leva a sua vítima a  pisar o terreno do ridículo, expondo-a em situações constrangedoras e perigosas.

O amor é diferente, cresce gradualmente, dia após dia. É um sentimento consistente, e vem acompanhada por duas irmãs – aserenidade e a segurança. Diferentemente da Paixão, diz as Escrituras: “...no amor não existe medo, antes o perfeito amor lança fora o medo...” (I João 4:18). E também diz : “...o amor não arde em ciúmes” (I Coríntios 13: 4).

O grande problema do apaixonado é que ele projeta no objeto da paixão, necessidades íntimas. Repare o amigo (a),  que o apaixonado visa apenas o bem de si mesmo, diferentemente de quem ama, que visa o bem da pessoa amada. Outro grande problema da paixão é que ela turva a consciência. Prova disso, é que provavelmente você amigo leitor já deve ter tentado alertar alguém acerca de deméritosdefeitos, incompatibilidades no objeto da paixão de algum amigo, mais ele veemente se negou a enxergar, aquilo que era óbvio para todos. A pessoa torna-se literalmente cega!

A paixão realmente turva a consciência!

“Tudo que é puro, tudo que é amável, tudo que é verdadeiro, seja isso, o que ocupe o vosso pensamento” (Filipenses 4: 8)
  

1 comentários:

  • 5 de setembro de 2011 23:33

    Olá passando por aqui ;D ja estou se seguindo. Que Deus abençoe cada vez mais seu blog. Visite o meu quando puder.
    http://estrelaquesemprebrilha.blogspot.com/
    Na fé .

Postar um comentário

 

Michelle Copyright © 2011 | Template design by O Pregador | Powered by Blogger Templates